raio-perto-de-para-raio-eletrojr

O que acontece quando um raio atinge um para-raios?

Saiba mais sobre esse fenômeno da natureza que tanto faz barulho e poucos entendem o que acontece.

Vamos falar um pouco sobre descargas atmosféricas e para-raios? Antes disso, façamos uma correção e chamemo-as pelo seu nome mais popular: os raios!

Apesar de caracterizarem-se como um dos fenômenos climáticos mais impressionantes e apreciáveis, os raios, assim como os terremotos e erupções vulcânicas, são reconhecidos seu alto poder de destruição no local em que incide. Quem nunca fechou todas as portas da casa, desligou todos os aparelhos ou cobriu os espelhos quando o céu começou a dar indícios da incidência de raios? Que atire a primeira pedra!



Entretanto, nos dias de hoje, os raios podem não ser mais um sinônimo de ameaça à segurança para muitas localidades e pessoas. Isso se deve à invenção do para-raios. Se você mora num empreendimento novo, com um pouco mais de atenção, certamente poderá notar que no ponto mais alto deste local há hastes como a da figura abaixo; essas hastes são a principal estrutura do para-raios e o fenômeno físico ao qual se baseou a invenção dessa estrutura é bastante interessante.

haste-para-raios

Comumente conhecido como “poder das pontas”, o fenômeno se baseia no fato de as cargas de uma determinada estrutura concentrarem-se nas regiões mais pontiagudas da mesma. Mas que associação isso tem com os raios? É que um raio incidir num local significa que ali houve uma atração tão forte entre as cargas do solo e do céu que uma corrente elétrica pôde ser conduzida entre esses dois pontos.

Ué, então por que não utilizar um aparelho que possa concentrar as cargas num ponto, direcionando para ele a incidência do raio? É isso que o para-raios faz! Ele funciona como o lugar mais provável para a incidência do raio, de modo que, quando ele ocorre, é possível manipular o curso da corrente elétrica associada a ele para um local onde os impactos serão minimizados. Para isso, o para-raios consta de uma estrutura auxiliar de condutores que transmitem a corrente para a terra e não para um local aleatório, onde o impacto poderia ser deveras destrutivo.

 

Talvez você também se interesse:

Por que os carros nos protegem dos raios?

O que você sabe sobre para-raios? Saiba mais sobre essa instalação e sua importância na segurança diária das pessoas!

Escreva um comentário