Dias quentes, como os do verão, ou de inverno, quando escurece cedo, atraem atletas de todas as idades às quadras. Por isso, a iluminação de quadras esportivas tem uma grande importância no seu dia a dia. Mas iluminar uma quadra, apesar de parecer que se resume a comprar e instalar refletores, tem muito mais detalhes. Você, que está lendo, com certeza já ficou cego no meio de um lance de futebol porque olhou para um refletor. Como, então, iluminar uma quadra, para que todas as atividades possam ser realizadas de forma confortável?. Leia abaixo e saiba mais!

Como se faz a iluminação de quadras esportivas

Para garantir uma iluminação bem feita, o recomendado sempre vai ser entregar a tarefa a um profissional, e será feito um Projeto Luminotécnico. Ele decide vários fatores que farão de sua quadra esportiva uma quadra profissionalmente iluminada, sem ofuscamentos ou falta de luz.

Foto-de-bola-em-iluminação-de-quadras-esportivas

 

Mas qual a diferença de simplesmente comprar refletores e instalá-los eu mesmo?

Como qualquer outra área envolvendo instalações elétricas, a iluminação também possui suas normas, resumidas na NBR 8995-1. É necessário um profissional capacitado para fazer os cálculos, como a quantidade de lux, lúmens e potência dos refletores para a quadra em questão. Esses conceitos são importantíssimos, porque com eles se evitam acidentes e, quando bem aplicados, garantem uma prática segura e divertida de qualquer esporte.

O Projeto Luminotécnico para a iluminação de quadras esportivas

É um projeto feito por um Engenheiro Eletricista, que faz cálculos e medidas para determinar a quantidade adequada de iluminação em um local. Esses cálculos levantam a quantidade de refletores necessários, sua potência, a altura dos postes e a distância entre eles. Também trazem a temperatura das fontes luminosas, o que influencia na Reprodução de Cor. Caso tenha interesse, obtenha aqui um orçamento gratuito.

Lúmens

Lúmens são a quantidade de luz que uma fonte emite. Por exemplo, um refletor LED de 400W tem 40.000 lúmens. Mas, por mais potente, talvez não seja suficiente para cobrir uma área grande. Quanto maior é a área, menos haverá luz na quadra, já que a luz estará distribuída. Aí que entra o conceito de Lux.

Lux

Lux é a quantidade de lúmens por área, ou seja, da quantidade de luz que incide no chão. Essa quantidade muda com o número de fontes de luz da quadra, pela distância entre elas, pela potência individual das fontes e por sua distância do chão. O Lux, ou iluminância recomendada de uma quadra, varia por esporte e pelo grau de profissionalismo dos praticantes.

Reprodução de cor

Sabe aquelas luzes de led coloridas, que iluminam alguns quartos? Você já deve ter percebido que uma fonte luminosa como essa faz parecer com que a cor dos objetos do quarto “mudem”. Isso se deve à Reprodução de Cor. Ao ser iluminado por uma fonte artificial, um cálculo pode ser feito para dizer quanto das cores reais realmente vemos. Uma boa comparação é a luz solar do meio dia. Ela é uma luz branca fria, de 6500K (vamos falar de temperatura da cor já já).

A luz solar (falando só do meio dia, se atente!) tem um índice de Reprodução de Cor próximo a 100%. Isso se dá porque tudo que se vê representa fielmente as cores dos objetos. Então, é necessário dar atenção a esse quesito quando se obtém um refletor, para que a visualização na prática de esportes não seja distorcida.

Temperatura da luz

No seu celular, tem algo como “modo noturno”, que deixa a tela mais “laranja”. Mas o que acontece, na verdade, é que o sistema do seu celular diminui a Temperatura das cores do display, tornando a visualização mais agradável e relaxante. O cérebro humano associa essa queda de temperatura da cor a relaxamento porque, quando o sol está se pondo, tudo fica “laranja” também, ou seja, a temperatura da luz solar cai. No entanto, quando se faz a iluminação de quadras esportivas, deve-se atentar à temperatura da luz do refletor escolhido, visto que quanto menor a temperatura, menor o índice de Reprodução de Cor (tópico acima). Portanto, o recomendado é sempre luz branca fria, de temperatura 6500K (Kelvin), presente em quase todas as ilunações de quadras esportivas.

Falando agora da iluminação: como geralmente acontece em quadras esportivas?

A iluminação de quadras esportivas, especialmente no Brasil, onde todo mundo joga futebol, é bem conhecida. Mas não basta só colocar alguns refletores e pronto, como já foi dito antes. Veja alguns pontos importantes:

Escolha dos refletores

Exemplo de refletor para iluminação em quadras esportivas

Antes de mais nada, se escolhem os refletores. Dois pontos são os mais importantes: a potência e o material. A potência vai ser decidida a partir da quantidade de luz necessária por quadra. Isso se vê facilmente com um Projeto Luminotécnico. Sobre o material, o que se recomenda é o LED. Esse último, apesar de ter um custo um pouco maior, se paga com o uso. Isso se deve ao fato de possuir uma vida útil de duas a cinco vezes maior que os outros modelos de refletor, como o halógeno (aquele que tem que esquentar pra iluminar bem), e ainda consome muito menos energia. Resumindo, o refletor LED se paga!

Os postes na iluminação

Com um Projeto Luminotécnico se decide a quantidade e a distância ideal dos postes de luz. Se calcula também quantidade de refletores por poste. Isso é importante para iluminar todos os pontos da quadra com luz suficiente, seguindo corretamente os cálculos de Lux. Apesar de parecer simples, usar muita ou pouca luz em um ambiente gera diversos problemas. Alguns deles são acidentes ou mesmo cansaços na vista, tornando o esporte uma atividade frustrante e para alguns impossível de praticar.

Problemas de uma iluminação mal feita em quadras esportivas

Quando a iluminação de quadras esportivas não acontece de forma correta, muitos problemas surgem. Por exemplo: sabe quando você olha pra luz, e parece que ficou cego? Isso se deve ao Ofuscamento. Ele acontece quando a iluminação está mal colocada ou forte demais. E quando começa a escurecer, e os olhos não conseguem nem ver a bola… frustrante! Confira os maiores problemas de uma iluminação mal feita:

Ofuscamento

Imagem que demonstra ofuscamento da iluminação em quadras esportivas

Exemplo de ofuscamento

Com uma quantidade maior do que o suficiente de luz, fica complicado de ver uma bola, ou mesmo olhar para o chão. Se o jogo for vôlei, por exemplo, um refletor mal colocado pode acabar com muitas jogadas. E o pior é que essa falta de visão pode fazer com que um jogador se acidente, já que não conseguirá perceber com clareza o ambiente ao seu redor. Clique aqui para saber mais sobre ofuscamento.

O contrário também acontece: com pouca luz, fica difícil de ver o jogo, prejudicando a visão dos jogadores. Além disso, a depender da idade das pessoas na quadra, existe a chance de que mal enxerguem com pouca luz, fazendo com que nem consigam jogar.

Desperdício de energia

Com mais refletores que o necessário ou com um modelo impróprio, despesas a mais vão chegar à conta de luz. Usando um exemplo, apenas um refletor de 100W, ligado três horas por dia durante um mês, gasta 9kWh. Juntando isso à quantidade de refletores em uma quadra, não é dificíl perceber o enorme gasto de iluminações desnecessárias.

 

No fim das contas, como fazer a iluminação de quadras esportivas?

No fim das contas, caso você queira fazer a iluminação de sua quadra esportiva, o processo é bem simples. Basta pedir um Projeto Luminotécnico a uma empresa que ofereça o serviço, com a EletroJr. Assim, você saberá exatamente de quantos refletores precisa para iluminar sua quadra e não gastar rios de dinheiro comprando e mantendo equipamento desnecessário. Portanto, garanta uma prática de esportes segura e confortável a qualquer hora do dia em sua quadra! Boa diversão!